Tragédia Paulistana

Continuant amb la presentació del poeta maloqueirista Berimba de Jesus, aquí us deixem “Tragédia Paulistana”, un poema declamat pel mateix autor i que consisteix en un interessant exercici de paràfrasis del conegut poema de Manuel Bandeira “Tragédia Brasileira”. En aquesta ocasió però, els personatges utilitzats al poema són diferents estacions de metro de la ciutat de Sao Paulo. Podeu acompanyar l’audio amb la lectura de l’original en portuguès.

Tragédia Paulistana

Jabaquara conheceu Conceição
que foi apresentada por São Judas
o qual dizem que é santo
os dois com Saúde trabalharam na Praça da Arvore
na Santa Cruz se casaram
e foram morar na Vila Mariana.
Conceição pariu Ana Rosa e tudo foi um Paraíso,
só que Conceição conheceu Vergueiro
que foi apresentado por São Joaquim
o qual também dizem que é santo.
E ela traiu Jabaquara na Liberdade na cara larga.
Pra se vingar Jabaquara foi a um puteiro e conheceu a Sé,
que foi apresentada por São Bento,
o qual, também dizem que é santo.
E a Sé deu a Luz
a Tiradentes e Armênia.
Jabaquara discutiu com Conceição pelas bandas do Tietê
e injuriado matou Conceição afogada.
Foi parar no Carandiru.
Santana, irmão de Jabaquara,
ficou com a Sé,
assumindo Ana Rosa, Tiradentes e Armênia,
e foram todos morar no Jardim São Paulo.
Mas num belo passeio de domingo pela Parada Inglesa,
todos morreram atropelados na linha um azul do metrô,
e foram enterrados como indigentes no Tucuruvi.
Anuncis

Deixa un comentari

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

Esteu comentant fent servir el compte WordPress.com. Log Out / Canvia )

Twitter picture

Esteu comentant fent servir el compte Twitter. Log Out / Canvia )

Facebook photo

Esteu comentant fent servir el compte Facebook. Log Out / Canvia )

Google+ photo

Esteu comentant fent servir el compte Google+. Log Out / Canvia )

Connecting to %s